Header Ads

ad

Mãos que Ajudam a Educação

Por Cris Souza 


O projeto Mãos que Ajudam de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias desenvolve mais uma ação através da Estaca Aracaju Brasil Norte.

A cada ano é selecionado um tema a nível nacional de ajuda humanitária e comunitária. Ano passado foi voltado para a Saúde e esse ano o tema é direcionado a educação, intitulado Mãos que Ajudam a Educação. Várias ações foram realizadas no país dia 21 de abril e no dia 28 de abril as ações continuaram aqui Sergipe.

A Estaca Aracaju Brasil Norte resolveu reformar a EMEI Professora Maria Givalda da Silva Santos, localizada no bairro Soledade, zona Norte de Aracaju. Foram realizados os serviços de pintura de paredes, grades, portões e berços. Além dos serviços de pinturas, foram feitos os serviços de capinagem e cimentação do pátio externo da EMEI.


O Projeto Mãos que Ajudam a Educação foi desenvolvido através dos membros da Igreja, comunidade, amigos e parceiros que contribuíram para que o evento pudesse ter êxito. Foram eles: a vereadora Kitty Lima da Rede, O deputado estadual Georgeo Passos da Rede, o vereador Dr.Gonzaga do MDB, Hebert Pereira do Movimento Acredito, cabo Adriano Santana popular Didi do Batalhão de Polícia da Rádio Patrulha (BPRP) e criador do Projeto Fumaça Zero e Drogas Jamais, empresas de Aracaju tais como: Pisolar, Camel Empreendimentos e Construções, Mercearia Soledade, MV Material de Construção, Pantanal Premoldados e Material de Construções, Comercial Laranjinha Ltda e a Topo Material de Construção do município de Nossa Senhora do Socorro -Se.

Foram nossos parceiros a equipe diretiva da escola e alguns pais de alunos, entre eles Ronisson Oliveira Santos, que colaborou para a compra de materiais. Todos se mobilizaram em emprestar materiais como pás, enxadas, carrinhos de mão, entre outros.

Diretora da EMEI Professora Maria Givalda da Silva Santos, Maria da Conceição Oliveira Teles

Para a diretora da EMEI Professora Maria Givalda da Silva Santos, Maria da Conceição Oliveira Teles, o clima é de extrema satisfação. “Eu não me caibo de felicidade, o que está sendo realizando hoje aqui só o Senhor pode pagar. O espaço aqui de fora que vai ser um espaço para as crianças brincarem feito, eu nunca imaginei que a gente fosse conseguir, principalmente porque a verba que chega pra escola não dá pra gente fazer, imagina tirar pra comprar areia, brita, cimento, mão de obra, nunca iríamos conseguir fazer. O projeto Mãos que Ajudam da Igreja está realizando um sonho que era nosso de muito tempo, de termos um outro espaço para as crianças brincarem, além das outras coisas, os berços ficaram muito lindos, está uma fofura! a pintura externa está dando uma outra cara e a creche estava precisando”, conclui a diretora.

Vereadora Kitty Lima (Rede)

A vereadora Kitty Lima (Rede) foi uma das nossas colaboradoras e esteve presente para dá a sua contribuição na mão de obra. “Quanto mais união de forças, esse trabalho da sociedade que enxerga as necessidades do povo é fundamental, as crianças que frequentam a creche tão precisadas. Quando vocês me entregaram as fotos pude ver as necessidades, muito mato podendo trazer doenças. Aproveito a oportunidade para agradecer a Pisolar que atendeu ao meu pedido doando as tintas.

Essa ação do projeto Mãos que Ajudam é muito importante, que mais pessoas se unam em prol disso, e é de pessoas comprometidas que a sociedade precisa. Que A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias esteja cada vez mais forte e que a sociedade conheça o trabalho de vocês, porque não é todo mundo que coloca a mão na massa como vocês estão colocando”, finaliza Kitty.

Hebert Pereira do Movimento Acredito

O Movimento Acredito, movimento nacional de renovação política, representado por Hebert Pereira, também foi um dos colaboradores do projeto Mãos que Ajudam.  “O movimento se baseia em três pilares, um deles a criação de uma agenda de prioridades e uma delas com a certeza é a educação, outro é o engajamento, incentivar que cidadãos, que jovens se envolvam em ações que possam ajudar a sociedade, assim como vocês estão fazendo’’, relata Hebert.

Perguntado sobre o que o Movimento Acredito achou do projeto Mãos que Ajudam a Educação, Hebert responde:  Quando vi a divulgação nas redes sociais, vi a ideia achei muito lindo, maravilhoso, a gente precisa se somar, colaborar de alguma forma, a gente buscou se inserir e estar se envolvendo, pretendemos participar de outras ações junto com o projeto Mãos que Ajudam da Igreja de Jesus Cristo, porque vocês estão dando um exemplo maravilhoso de cidadania, de que podemos ajudar ao próximo sem esperar poderosos ou governantes, as pessoas podem mudar a sociedade”, finaliza.

Para os que serviram no projeto Mãos que Ajudam a alegria e satisfação são contagiantes, bem como o desejo de continuar servindo.

Larissa Mayara da Silva membro de A Igreja de Jesus Cristo

Larissa Mayara da Silva, 16 anos, é uma jovem que tem experiências em outras ações do projeto, ela começou a participar aos 12 anos de idade. “Todas as vezes que participei foi muito gratificante, fico muito feliz hoje em saber que as crianças vão poder desfrutar de um trabalho que foi com a minha ajuda e de outras pessoas, por poder contribuir com a educação delas”, relata.


Para Eliana Sobral, 58 anos, o lema é: chamou, eu vou! com a minha ajuda a escola vai ficar mais limpinha, organizada e bonita, as crianças e a comunidade com certeza gostarão”, conclui.


Já para a Síster Paxtor, 20 anos, que é da Guatemala e serve em missão de proselitismo de tempo integral como representante da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias aqui no Brasil há um 1 ano e 5 meses, a experiência é sagrada.” Pra mim é uma nova experiência servir no projeto Mãos que Ajudam, e quando ajudamos sentimos o amor do Salvador, ajudando assim como Jesus Cristo faria, é um privilégio poder estar aqui, deixar um pouco do nosso trabalho na creche e poder abençoar a vida das pessoas.


O Presidente da Estaca Aracaju Brasil Norte de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos Últimos Dias Luiz Humberto Piedade esteve presente e trabalhou bastante do início ao final. “É uma satisfação enorme pra mim, bem como para todos os membros que estão aqui servindo, ajudando a dar uma nova cara para a creche Maria Givalda. “Quando estamos a serviço do nosso próximo estamos somente a serviço do nosso Deus”, e é isso que Ele espera de nós, que possamos seguir o exemplo de Jesus Cristo, fazer as coisas que Ele fez quando estava aqui na Terra”, acrescenta o Presidente Humberto.

O projeto Mãos que Ajudam a Educação contou com a participação de mais de 150 mil voluntários em todo o Brasil, e na grande Aracaju as duas sedes Norte e Sul, realizaram a reforma de 9 escolas nas redes municipal e estadual.

2 comentários:

  1. Show parabéns o Brasil muda de as pessoas mudam também.

    ResponderExcluir
  2. Foi maravilhoso ter participado, o melhor de tudo foi o resultado final, foi satisfatório ver que as crianças desfrutarão de um espaço preparado para elas.

    ResponderExcluir